sexta-feira, 3 de junho de 2011

O que fazer depois da Faculdade?

Passar em um Concurso para Arquivista? Trabalhar no Setor Privado? Virar Policial? Bombeiro? Continuar Estudando? De fato, são muitas as opções. Bom queridos colegas de Academia, hoje gostaria de compartilhar com vocês outra área que também poderá ser inserida dentre as suas opções: A Documentoscopia Forense. Achei esse capo de estudo muito interessante, são estudos mais aprofundados de todas essas questões que estamos debatendo ao longo desse Semestre... Veja a baixo uma explicação mais detalhada e as facetas deste campo de estudo...

Documentoscopia Forense

Assim como a imprensa, os tribunais também estão repletos de processos envolvendo uma destas questões, que só poderão ser solucionadas com a ajuda de um Perito em Documentoscopia forense, que entre todas as modalidades periciais, é uma das que mais causa admiração, e que tem como objetivo desvendar falsificações em diversos tipos de documentos.

A Documentoscopia forense é a ciência que estuda analisa e identifica os diversos tipos de falsificações e adulterações em documentos, moedas, selos, cartões de credito, cheques, contratos, procurações, certidões de nascimento, óbito etc..

Mas o que são falsificações ? o instituto de criminalística de São Paulo codificou os diversos tipos de falsificações utilizando o código CADS, que significa Contrafação, Adulteração, Duplicação e Simulação, sendo que cada um dos tópicos citados envolve uma técnica especifica, e o modus operandi próprio de cada criminoso.

Normalmente o estelionatário quando tenta efetuar determinado tipo de falsificação, utiliza objetos que são facilmente encontrados em casa ou em estabelecimentos comerciais comuns de qualquer bairro, desta forma ele transforma objetos inofensivos como estilete, cola, lixas de unhas, laminas de barbear, agulhas, etc. em verdadeiras armas a serviço do crime.

Porem nos casos de contrafação, os equipamentos e técnicas utilizadas sempre serão os mais modernos possíveis, pois contrafação é fazer outro documento ou até mesmo objeto ( principalmente nos casos de produtos contrafeitos, vulgarmente conhecidos como Piratas ) o mais parecido possível com o original, um bom exemplo de contrafação são as notas de Real, dólar e Euro falsificadas que são encontradas todos os dias no comercio de diversos países.

Dentro das possíveis adulterações não podemos deixar de citar as efetuadas através de raspagens, colagens e também de lavagem química, muito utilizada por exemplo em cheques que após serem passados no comercio varejista, tem o seu valor alterado, causando grandes prejuízos ao titular da conta.


Em relação as duplicações temos as notas, tíquetes e vales, que apesar de serem falsificados em grande quantidade possuem a característica de serem exatamente iguais ao original inclusive com um mesmo numero de serie que é igual em todas as duplicatas.

Assim como os equipamentos utilizados pelos falsários são os mais modernos possíveis, os equipamentos Periciais também tem que ser de alta tecnologia, e no arsenal dos Peritos utilizado no combate ao crime podemos ver: equipamentos de iluminação composto de luzes ultra violeta e infra vermelhas, documentoscópios, câmeras de alta resolução, microscópios esterioscópicos, negatoscópios, aparelhos de medição de peso e espessura, ampliadores ópticos, reagentes químicos, etc. estes e muitos outras equipamentos fazem parte dos laboratórios de renomados Peritos que dedicam as suas vidas ao combate do crime e ao esclarecimento da verdade.

O Perito em Documentoscopia forense necessita alem do uso de equipamentos, ser um grande estudioso da matéria, conhecendo profundamente os dispositivos gráficos de segurança como talho doce, microletras, fundos numismáticos, rosáceas, imagens latentes etc. e tintas especiais, sem contar no notório conhecimento das fases de produção gráfica e fotografia, devendo estar sempre atento a novas técnicas de falsificações, deverá também ter uma percepção fora do comum e uma capacidade de observar detalhes que normalmente escapam ao olho comum, detectando a fraude por menor e mais bem feita que seja, mesmo que somente uma letra ou um pequeno numero tenha sido adulterado. Outra característica marcante em um perito é a vontade de revelar a verdade, pois grande parte de seu tempo é dedicado a este mister.

Assim sempre que uma informação tiver sido subtraída ou acrescentada, sempre que uma vírgula ou numero tiver sido modificado, ou que documentos tenham sido ilegalmente produzidos, a documentoscopia forense será acionada com o intuito de revelar a verdade, solucionar questões e desvendar fraudes.

Baseado nesses apontamentos iniciais...Buscarei entender um pouco mais da área, observar a questão do mercado de Trabalho, cursos e tudo mais. Aguarde por mais informações....

Me interessou muito essa área...E a você???

Por: Márcio Lima

Artigos Relacionados

3 comentários:

Raquel Moreira disse...

Puts...me interessei muito por esse trabalho.

Resta saber que curso fazer ou onde haveria uma especialização.

Té+

3 de junho de 2011 11:45
Fabrício Carpaneda disse...

Muito bacana a postagem Márcio, parabéns pro arquivo em forma! Vamos ficar aguardando maiores informações.
Abração!

3 de junho de 2011 12:28
Anônimo disse...

Nessa possibilidade eu realmente ainda não havia pensado!
Também quero saber de mais Informações!!

ps: Muito Bacana!!!

9 de junho de 2011 11:59

Postar um comentário

Frequentadores